7 de agosto de 2015

Beda #04 ♣ Projeto 52 Semanas ♣ Semana 01 - Coisas que me fazem feliz ♥

Mimimimimi, não conseui participar do BEDA ontem, mimimimi, fiquei sem tempo e sem internet, correria, CORRERIA, COR RE RI A, mimimimimi!!!

Vamos ao que interessa:

Decidi participar do Projeto 52 Semanas, que consiste em uma vez por semana listar 5 ou mais coisas de uma pergunta específica, já cheguei a participar antes mas em uma das minhas crises bloguiferísticas, exclui o blog que continha alguns posts da TAG e os arquivos.doc do projeto, bem naqueles 5 minutos da muléstia, mas enfim...

Coisas que me deixam Feliz:

Sextas-Feiras: Apesar de eu ter aulas nos dois módulos - leia-se das 19:30 ás 23:00 com um intervalo de 20 minutos - eu amo sextas-feiras, porque antecede o sábado que é quando meu "final de semana" começa {jura Palluh? se você não me contasse, nunca teria percebido!} e eu sei que eu vou dormir até mais tarde, que eu vou ter tempo para mim e para a minha preguiça. Dormir é bom demais.



Aprender coisas novas: Eu amo a capacidade humana de evoluir e sempre se aperfeiçoar, e há tanto para aprender... É igual uma frase que uma cliente da empresa que eu trabalho disse um dia – ‘A gente estuda, estuda, estuda, e morre burro', rsrsrsrs! E se formos parar para analisar, é bem por aí mesmo, já tentou comparar o mercado de trabalho de 10 anos atrás com o mercado atual? Antes para você ter um bom emprego, se você tinha conhecimento em informática, uouuuuu, a chance de uma vaga ser sua era muito mais fácil, hoje informática é praticamente obrigatório e dependendo da área, dominar outro idioma é indispensável, tudo a nossa volta evolui e exige que nós acompanhemos o ritmo, se não ficamos para trás. Claro que nem todo aprendizado precisa ter alguma função empregatícia, a maioria das minhas ‘vontades de aprender’ são coisas que talvez eu não use na minha rotina profissional, mas me deixam feliz por alimentar a minha alma. É isso, eu amo aprender coisas novas e isso me deixa muito feliz. (leia a parte em negrito na voz da Pepa no mesmo ritmo de: ‘ eu gosto disso, é muito adulto!’).





Meus animais de estimação: Na minha casa habita eu, meu pai, minha mãe, meus três mosqueteiros felinos (Benjamin, D'artagnan e o Yellow), a minha idosinha princesa felina Mimi e meu adoração pinscher vira-lata indefinido chamado Rato, rsrs, sim, Rato, longa estória que começa com meu pai tomando um susto de noite na praça perto de casa, achando que era um rato passando pelo seu pé, mas não, só era a miniatura de um filhote de cachorro assustado que passou perdido, morrendo de fome, medo e frio pelos seus pés que ficou com dó de deixar ele sozinho na rua e trouxe para casa, e é dessa história que vem o nome do meu cachorro, rsrsr! Eu amo estar com eles, eles são demais, todos com suas particularidades que toda espécie possui e que nos resta respeitar. Eu amo eles, de todo coração. Me alegra vê-los quando chego em casa e eles estão brincando, correndo um atrás do outro, ou simplesmente dormindo, Felicia total! Kkkk! Brincadeira, mas que eu aperto....hehe!




Ter tempo para ler: Eu amo ler, não estou lendo quanto eu gostaria e por isso posso dizer que eu me sinto um pouco infeliz nesse aspecto, mas quando esse tempinho aparece eu fico mega feliz, porque eu posso fugir um pouquinho da minha realidade WorkandStudiaholic,  e simplesmente entrar no mundo do(s) personagem(ns). Quando leio, também fico pensando como existem pessoas que enchem a boca para falar que não gostam de ler! Sabem de nada inocente...



Estar com pessoas com quem posso ser eu mesma: Não que em momentos fora desse aspecto citado eu não seja eu mesma, mas é que – pausa dramática – nesse mundo não dá pra você ser você mesma 24h por dia, a sociedade, o senso comum, a P%$$@ toda da massa, de maneira subliminar e muitas vezes descaradamente mesmo exige de você certos ~ infelizes ~ padrões de comportamento (ex: Nófffa, voxê num axa que já táh  bein gradhinhaaaá, pra goxtar de certas coisas???? | Nóooffa, você num axa que tá muito gourdinha pra usar tal modelo de tal pqp?).

Então,  diante dessas questões e mais outras, que eu encontro nos meus poucos amigos a possibilidade de ser eu mesma sem ter que me justificar do porque eu ser assim ou assado. A questão é muito mais profunda que isso, mas resumindo, é isso.



Obrigada migos, rs!

Espero que tenham gostado!

Beijinhos






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...